Bolsonaro: “Governo usará laboratório do Exército para produzir cloroquina”

Em vídeo, presidente afirmou que ação ampliará estoque do medicamento

0
745
Cloroquina

O presidente Jair Bolsonaro divulgou na tarde hoje (21), nas redes sociais, um vídeo em que afirma que o hospital Albert Einstein deu início a pesquisas sobre o uso de cloroquina e da hidroxi cloroquina – substâncias usadas normalmente no combate ao vírus da malária, no combate ao lúpus e à artrite reumatoide – no combate ao novo coronavírus. 

O presidente afirmou ainda que, em parceria com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, usará o laboratório químico e farmacêutico do Exército para ampliar a produção das substâncias.

Bolsonaro comentou ainda que o Brasil deverá manter o estoque do medicamento, e que a produção nacional não será vendida a outros países.

O ministério da Saúde informou hoje que os casos confirmados do novo coronavírus no país subiram de 904 para 1.128. Também foram contabilizadas 18 mortes por conta da covid-19, doença desencadeada a partir da presença do vírus no organismo.

Os números, apesar de oficiais, não refletem a realidade dos casos no Brasil, principalmente por conta da escassez de testes que podem verificar a presença do vírus. Outro fator são os pacientes assintomáticos, que não conseguem saber se estão ou não contaminados, dificultando a contabilização.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui