Carretas da Mamografia chegarão a mais de 150 municípios em todo o Estado

Durante as férias de verão as carretas se concentrarão nas cidades do litoral

0
621
Carreta da mamografia

O programa “Mulheres de Peito”, que oferece mamografias gratuitas e sem necessidade de pedido médico para mulheres de 50 a 69 anos, conta agora com oito carretas circulando pelos municípios de São Paulo, o que fará com que mais de 150 municípios sejam atendidos pelo programa até o final de 2020. Somente no mês de novembro serão atendidos 19 municípios.

A deputada Leticia Aguiar solicitou ao Governo do Estado de São Paulo o envio da “Carreta da Mamografia” para diversas cidades em várias regiões do Estado.

“O câncer de mama é a maior causa de morte por tumores em mulheres no Brasil e também em São Paulo. Disponibilizar esse exame para as mulheres é fundamental, pois quanto antes for diagnosticado o tumor, maiores são as chances de um tratamento efetivo”, disse a deputada Leticia Aguiar.

Cada unidade possui além de um mamógrafo, são equipadas com aparelho ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antenas de satélite, computadores, mobiliários e sanitários.

As carretas funcionam em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), responsável por fornecer equipamentos para auxilio de diagnóstico a diversos hospitais estaduais. Cabe ao parceiro, ainda, disponibilizar uma equipe multidisciplinar composta por técnicos em radiologia, profissionais de enfermagem, funcionários administrativos e um médico ultrassonografista.

A deputada Leticia Aguiar solicitou o envio da Carreta da Mamografia para os seguintes municípiosMauá, Carapicuíba, Tambaú, Votorantim, Arujá, Ituverava, Novo Horizonte, Pradópolis, Orlândia, Pontal, Jaboticabal, Pitangueiras, Brodowski, Nuporanga, Morro Agudo, Monte Azul Paulista, Monte Alto, Mococa, Luís Antônio, Jardinópolis, Ipuã, Guatapará, Guariba, Guará, Guaíra, Dumont, Cravinhos, Altinópolis, Barrinha, Batatais, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Canas, Caraguatatuba, Cruzeiro, Cunha, Guaratinguetá, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Lagoinha, Lavrinhas, Ilhabela, Lorena, Monteiro Lobato, Natividade da Serra, Paraibuna, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Queluz, Redenção da Serra, Roseira, Santa Branca, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São José do Barreiro, São José dos Campos, São Luís do Paraitinga, Silveiras, São Sebastião, Taubaté ,Tremembé, Ubatuba, Taiuba, Serrana, Serra Azul, São Simão, São Joaquim da Barra, Santo Antônio da Alegria, Santa Cruz da Esperança, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa de Viterbo e Sales Oliveira.

As solicitações foram protocoladas na Alesp e seguiram para análise do Governo do Estado, ainda neste mês as cidades de Ituverava e Mauá já foram atendidas, (veja lista completa abaixo), breve as cidades do Litoral Norte de São Paulo também serão incluídas no atendimento.

“Queremos ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em todo o Estado. Para isso, mais carretas, mais municípios sendo percorridos por ano ininterruptamente”, destacou o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Outra novidade do “Mulheres de Peito” é que, no período de férias de verão, devido à grande quantidade de pessoas no litoral do Estado, haverá carretas nesta região entre janeiro e fevereiro.

A Secretaria de Estado da Saúde divulgará a programação completa das carretas em breve.

Confira a programação para o mês de novembro/2019

  • Até 9 de novembro: Garça, Taquarituba e Boituva
  • Até 16 de novembro: Diadema, Ribeirão Pires e Sertãozinho
  • De 11 a 16 de novembro: Laranjal Paulista, Rancharia e Capela do Alto
  • Entre 18 a 23 de novembro: Cabreúva, Ituverava, Presidente Venceslau e Araçoiaba da Serra
  • De 18 a 30 de novembro: Mauá e Osasco
  • De 25 a 30 de novembro: Nova Odessa, Igarapava e Martinópolis
  • Entre 25 de novembro a 7 de dezembro: Ibiúna

Nova logística de atendimento

Para atender o maior número de municípios, a lógica de atendimento foi aprimorada, nos munícipios menores a carreta atenderá por até 7 dias e em cidades maiores por 15 dias ou mais. A nova estratégia foi definida para melhor atender as pacientes em todo o Estado e aumentar o alcance do projeto.

Os exames de mamografia são realizados de segunda à sexta-feira, das 9h à 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto feriados. As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista.

Para as mulheres de 50 a 69 anos, não há necessidade de pedido médico de mamografia para a realização do exame nas unidades móveis, basta levar RG e cartão SUS. Pacientes fora dessa faixa etária também poderão realizar os exames, desde que tenham em mãos um pedido médico que pode ter sido emitido tanto pela rede pública quanto particular, cartão SUS e RG.

Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, conforme as particularidades de cada paciente.

Serviço 0800

Mulheres com idade entre 50 e 69 anos e que estão há mais de dois anos sem realizar mamografias, também podem marcar os exames sem necessidade de pedido médico, gratuitamente, pelo call-center do programa.

Para fazer o agendamento, basta ligar para 0800-779-0000. O serviço telefônico está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Neste caso, os exames não serão realizados nas carretas, e sim em um dos 200 serviços com mamógrafo do SUS paulista.

O 0800 é uma iniciativa complementar às carretas-itinerantes, que tem como objetivo rastrear ativamente o câncer de mama e incentivar a realização de exames preventivos para detecção da doença.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui