Capital da indústria aeroespacial, São José atrai empresa dos EUA que pode gerar 200 empregos

Proposta da Vaya Space é construir uma unidade fabril com 10 mil metros quadrados

0
49
Indústria aeroespacial

Reconhecida como capital da indústria aeroespacial, São José dos Campos recebeu nesta quarta-feira (5), a visita de representantes da empresa americana Vaya Space, que pretende abrir uma filial no Brasil em breve, a proposta da empresa é construir uma unidade fabril com 10 mil metros quadrados e gerar cerca de 200 empregos diretos.

São José dos Campos é candidata natural a receber o investimento, por ser a sede desse segmento no país. Na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo existe inclusive um projeto de lei 495/19, de autoria da deputada estadual Leticia Aguiar que declara oficialmente São José dos Campos como a Capital Estadual da Indústria Aeroespacial.

A Vaya Space é uma empresa de propulsão de foguete híbrida e lançadora SmallSat, que aproveita os avanços e novas tecnologias de fabricação dos equipamentos para redução de custos, mantendo o desempenho e a segurança do acesso ao espaço.

Estiveram em São José dos Campos o presidente da Vaya Space, Robert A. Fabian, e o vice-presidente de vendas e marketing, Jack Blood. Segundo Roberto Fabian, o fato de São José dos Campos ser referência no desenvolvimento de tecnologia aeroespacial e contar com um robusto cluster de empresas e instituições ligadas ao setor despertaram o interesse pela cidade.

Capital da Indústria Aeroespacial

A deputada estadual Leticia Aguiar comemorou a notícia lembrando que em março deste ano fez discurso no plenário da ALESP explanando sobre o orgulho de como brasileira e joseense, ter acompanhado a produção do Satélite Amazônia 1, que foi totalmente produzido pelo INPE em São José dos Campos, e já em funcionamento. Além disso, a cidade foi escolhida pela Universidade Espacial Internacional para sediar o “Space Studies Program (SSP)” – um dos maiores programas espaciais do mundo.
“Por isso reafirmei aos colegas deputados que apresentei o projeto de lei 495/19 que declara oficialmente São José dos Campos como a Capital Estadual da Indústria Aeroespacial. Só posso constatar que o reconhecimento INTERNACIONAL para a vocação de São José dos Campos já aconteceu! Falta somente o Estado de São Paulo reconhecer de fato e de direito que é aqui em São José dos Campos que está o berço da indústria aeroespacial brasileira”, declarou a parlamentar.

Ranking

De acordo ranking da Revista Financial Times, divulgado no ano passado, São José é a 3ª melhor cidade estratégica do mundo para receber investimento no setor aeroespacial.

Os executivos fizeram visitas ao INPE (Instituto Nacional de Pesquisa Espacial) e ao Parque Tecnológico, onde se encontraram com 15 empreendedores do setor aeroespacial estabelecidos em São José.

O cluster aeroespacial brasileiro, gerido pelo Parque Tecnológico de São José, reúne mais de 100 empresas aeronáuticas e espaciais, promovendo e estabelecendo parcerias e estimulando a competitividade no mercado local e global.

VEJA TAMBÉM:

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui