Diretor do Hospital Sírio Libanês defende ampliação do funcionamento do comércio

Declaração vem um dia após deputada Leticia Aguiar solicitar ampliação do horário de funcionamento do comércio para até 24 horas

0
1147
Hospital Sílio Libanês

O diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês, Paulo Chapchap, 65, considera insuficientes as medidas de enrijecimento da quarentena adotadas pelo governo de João Doria (PSDB) a partir desta quarta-feira (2).

Para ele, é preciso endurecer ainda mais as regras para o funcionamento de bares e restaurantes para evitar o aumento do contágio e das internações por Covid-19.

“No mínimo, tem que aumentar o distanciamento das mesas, colocar as mesas para fora”, afirma. Em relação aos shoppings, ele não vê sentido na limitação do horário de funcionamento em até dez horas. Acredita que, se o horário fosse ampliado, haveria diluição da quantidade de pessoas, evitando eventuais aglomerações.

Deputada Leticia Aguiar  (foto) protocolou na Secretaria de Desenvolvimento Econômico um oficio pedindo a reavaliação do horário de funcionamento do comércio paulista no Plano São Paulo de Flexibilização. No documento a parlamentar propõe funcionamento por até 24 horas durante o mês de dezembro.

Nesta quarta (2), o Sírio-Libanês lançou uma campanha de alerta para o aumento de casos de Covid e para que as pessoas mantenham as medidas protetivas. O hospital está com taxa de ocupação superior a 90%.

Segundo a deputada Leticia Aguiar, a estratégia britânica, onde lockdown nacional terminou, e será substituído por um sistema regional de restrições rígidas e escalonadas houve a ampliação do horário de funcionamento dos comércios, bares e restaurantes.

A medida é totalmente contrária ao atual Plano São Paulo de Flexibilização, a proposta britânica estende o horário de atendimento do comércio varejista por 24 horas e torna menor a chance de aglomerações nestes ambientes. Em São Paulo, na Fase Amarela, são permitidas apenas 10 horas de funcionamento.

“Com a ampliação no horário de atendimento, a população poderá fazer suas compras sem aglomerações, seguindo os protocolos sanitários já estabelecidos”, reforçou a parlamentar.

A revisão no horário ajuda a restabelecer a economia, mantém as vagas de empregos temporárias e aquece o comércio.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui