Futebol de 5 brasileiro fatura pentacampeonato na Paralimpíada de Tóquio

Brasil chega a 22 medalhas de ouro e supera Londres 2012

0
512
Paralimpíada

Com gol de Nonato, a seleção brasileira de futebol de 5 conquistou neste sábado (4) o pentacampeonato paralímpico na Paralimpíada de Tóquio. A final foi disputada contra a Argentina, com vitória brasileira por 1 a 0 no Parque de Esportes Urbanos de Aomi, na capital japonesa.

O futebol de 5 levou a 22ª medalha de ouro na Tóquio 2020, superando Londres 2012, quando o país havia estabelecido a melhor marca, com 21 ouros.

A final contra os vizinhos sul-americanos reeditou a decisão de Atenas 2004, quando a modalidade esportiva começou a fazer parte do programa paralímpico. À época, a seleção brasileira venceu, nos pênaltis, por 3 a 2 os argentinos. De lá para cá, o Brasil colocou a medalha de ouro em Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016 e, agora, Tóquio 2020.

Além disso, a seleção verde-amarela jamais perdeu uma partida na história dos Jogos. Ao todo, foram 27 partidas, tendo obtido 21 vitórias e seis empates.

Em Tóquio 2020, estreou com vitória contra a China por 3 a 0. Nas duas últimas partidas da fase de grupos, os brasileiros emendaram duas goleadas: por 4 a 0, nos confrontos com o anfitrião Japão e França. A semifinal foi completamente diferente da fase anterior. No duelo com o Marrocos, o Brasil venceu pelo placar mínimo de 1 a 0.

Na sequência, os marroquinos se reabilitaram e derrotaram a China por 4 a 0. Com esta vitória, a seleção africana ficou com o bronze.

A vice-campeã Argentina contou com Espinillo, o artilheiro da competição com sete gols marcados. Já Nonato foi o vice-artilheiro, tendo balançado seis vezes a rede adversária.

Apoio do Governo

Atletas brasileiros já fizeram história nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Os medalhistas são em sua grande maioria beneficiados do Bolsa Atleta Pódio, programa do Governo Bolsonaro que incentiva o esporte em todo o Brasil.

O Governo Federal é o maior patrocinador do esporte olímpico e paralímpico no país, com um investimento anual superior a R$ 750 milhões. Nesse valor estão abrigados o tripé que hoje representa a maior fonte de investimento do esporte brasileiro, formado pela Lei das Loterias, Bolsa Atleta e Lei de Incentivo ao Esporte.

Para 2021, o Bolsa Atleta possui um orçamento de R$ 143,4 milhões, o que permitiu um número recorde de atletas. Investimentos do Governo Federal em apoio aos atletas paralímpicos ultrapassam os R$ 110 milhões, com 226 dos 236 esportistas beneficiados pelo Bolsa Atleta – Parabéns a equipe Paralímpica

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui