Governo de SP dará apoio gratuito e personalizado para o desenvolvimento de startups

Iniciativa vai identificar as “dores” das empresas, que serão atendidas por especialistas em gestão e inovação

0
96
startup

InvestSP, agência de promoção de investimentos vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo (SDE), em parceria com outras instituições e especialistas, vai apoiar, gratuitamente, startups paulistas que precisem de orientação para alavancar seus negócios e ofertar soluções inovadoras. A primeira turma do programa InvestSP Incentivo à Inovação teve início com 20 empresas selecionadas, de áreas como: saúde, agronegócio, higiene e cuidados pessoais, marketing e máquinas e equipamentos.

A iniciativa permite que os empreendedores indiquem suas principais “dores” na gestão do negócio. Podem ser problemas, dúvidas ou necessidades relacionadas, por exemplo, a: modelo de negócio, comercialização, acesso a crédito, precificação, internacionalização, pesquisa, marketing, expansão e gestão de RH.

Com base nos relatos das próprias empresas, a InvestSP colocará as startups em contato com especialistas capazes de ajudar na solução dos problemas. Entre os parceiros que poderão dar suporte aos participantes estão: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI), Desenvolve SP, Inova USP, Sebrae, universidades e os parques tecnológicos do Estado.

“É uma iniciativa inédita, que busca entender as ‘dores’ do empreendedor e atuar diretamente no problema. Ações como essa, somadas à infraestrutura de pesquisa e inovação do Estado, com as melhores universidades e centros de pesquisa do país, são fundamentais para garantir que São Paulo seja cada vez mais competitivo e se firme como o maior polo de inovação da América Latina”, diz o diretor de Projetos e Inovação da InvestSP, Thiago Camargo.

Ao longo de um ano, serão realizados quatro encontros individuais, de cada startup com representantes da InvestSP, para entender as demandas das empresas e encaminhá-las para o contato com os especialistas. Além disso, haverá workshops bimestrais, também com apoio das instituições parceiras, como: universidades, organizações de apoio a startups e órgãos governamentais. Todos os encontros serão virtuais.

Vale destacar que existem, atualmente, cerca de 14 mil startups no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups). A maior parte, praticamente quatro de cada 10, fica no Estado de São Paulo. As empresas do país atuam principalmente nos setores de: educação, finanças, saúde, tecnologia e varejo. O faturamento médio das startups beira os R$ 900 mil por ano.

54º Festival de Inverno de Campos do Jordão abre edital para jovens músicos

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui