Alesp aprova projeto do Governo que reajusta salários para policiais

0
398

Na noite desta terça-feira (26) os deputados aprovaram com 55 votos à favor e 12 contrários, o projeto de lei complementar de autoria do governador que estabelece aumento de 5% nos salários dos policiais militares, civis e agentes de segurança a partir de janeiro de 2020. De acordo com o texto do PLC 79/2019, a proposta trará benefícios para 148 mil policiais militares, 46 mil civis e 34 mil agentes penitenciários e pensionistas.

A deputada Janaina Paschoal (PSL) avaliou que apesar de não ser o reajuste esperado, a aprovação é importante. “Os projetos decepcionaram as categorias, mas eu entendo que os deputados tem dois caminhos: ou aprovam essas melhoras, ainda que não sejam satisfatórias, ou recusam essas melhoras prejudicando os funcionários. Portanto, eu entendo que se vem um projeto dando 5% de aumento, e nós obstruirmos o projeto, nós prejudicamos os policiais”, defendeu.

A deputada Leticia Aguiar (PSL) também se posicionou em defesa da valorização das forças policiais, classificou o reajuste como muito aquém do esperado mas votou pela aprovação: “Votamos pela aprovação do projeto com o reajuste de 5% de aumento, muito abaixo do esperado pelos policiais e suas famílias. Vamos continuar cobrando e acompanhando as promessas feitas pelo Governador durante a campanha, de que até 2022 a Polícia de São Paulo será a mais bem paga do Brasil (exceto DF)” declarou.

A deputada Leticia Aguiar também alertou e pediu apoio para aprovação do PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 52/19, de sua autoria, que prevê que sejam acrescidos cinco anos há mais na idade limite em cada uma das carreiras da Polícia Militar e que tramita nas comissões da ALESP.

Voto da Oposição

O deputado Paulo Fiorilo (PT) destacou que o aumento apresentado difere muito daquele proposto em campanha. “O governo aplicou um golpe nos militares, policiais civis e nos agentes penitenciários, porque ele prometeu o melhor salário do país e propôs um aumento de 5%. É um absurdo e o próprio impacto mostra que está muito aquém daquilo que o governo poderia investir. Infelizmente o governador não está cumprindo a palavra dele”, comentou.

Para que os agentes da segurança pública recebam o aumento, a medida aprovada pelos parlamentares precisa ser sancionada pelo governador.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui