Alunos da rede estadual retornam às aulas com nova matriz curricular

0
97
Turma Educação Covid volta ás aulas

Currículo escolar de 2024 terá mais tempo dedicado a matemática e língua portuguesa; medida atende a demanda de alunos e professores

Mais de dois milhões de estudantes da rede estadual retornam às aulas na próxima semana, dia 15 de fevereiro, com uma nova matriz curricular. A grade foi modificada para beneficiar os alunos das três séries do Ensino Médio e dos anos finais do Ensino Fundamental.

Entre as mudanças adotadas pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) está a ampliação do tempo destinado ao aprendizado de língua portuguesa em 60%, passando de 10 para 16 aulas. Matemática também recebeu uma ampliação de 70%, passando para 17 aulas no Ensino Médio. Por isso, duas disciplinas foram implementadas na grade: redação e leitura e educação financeira.

Atendendo a um pedido dos estudantes, a Secretaria ampliou em 50% a quantidade de aulas das matérias de física, geografia e história. Os encontros da disciplina Projeto de vida, que orienta o aluno a definir interesses profissionais e pessoais, serão ampliados de quatro para seis aulas nesse ciclo de ensino.

Especificamente para os estudantes da 3ª série do Ensino Médio, outra novidade são as aulas de aceleração para o vestibular, que visa preparar para as avaliações de seleção para o ensino superior, como explica a responsável pela Coordenadoria Pedagógica (Coped) da Seduc, Bianka de Andrade Silva: “Estamos começando mais um ano letivo, cheio de materiais didáticos para receber nossos alunos com mais português e matemática e também um grande foco na aprovação para o vestibular, para preparar os alunos para o Provão Paulista e demais vestibulares”.

Para o ano letivo de 2024, os estudantes do Ensino Médio serão ainda atendidos com a redução de 11 para três itinerários formativos: Exatas e Ciências da Natureza, o de Linguagens e Ciências Humanas e o Ensino Técnico. Os itinerários são baseados no Projeto de vida dos estudantes, e contam com aulas que ampliam o acesso aos conteúdos das áreas escolhidas.

Nos anos finais do Ensino Fundamental, os alunos também terão mudanças na matriz curricular. Passam a integrar a grade de aulas as disciplinas de educação financeira e orientação de estudos, com foco em corrigir as defasagens educacionais desse grupo de alunos.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc) publicou no ano passado as resoluções nº 52 e nº 53 que apresentam as mudanças nas matrizes curriculares do Ensino Médio e dos anos finais do Ensino Fundamental para o ano letivo de 2024. As alterações foram uma resposta à demanda de professores e estudantes da rede estadual, sobretudo do Ensino Médio.

Dengue: SP cria Centro de Operações de Emergências e anuncia novas medidas de combate

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui