Após rebelião em presídios ainda estão foragidos 655 presos

720 presos foram recapturados pela Polícia Militar com apoio de agentes de segurança penitenciária

0
710
Foragidos

Secretaria da Administração Penitenciária informou uma nova atualização no número de presos foragidos e recapturados dos Centros de Progressão Penitenciária de Mongaguá, Tremembé e Porto Feliz, onde houve evasão de presos e ato de insubordinação devido à suspensão da saída temporária, que ocorreria nesta terça-feira (17).

Até 8h desta quinta-feira (19), 720 presos foram recapturados pela Polícia Militar com apoio de agentes de segurança penitenciária. Ainda estão foragidos 655 presos do regime semi aberto, as forças policiais do estado continuam as buscas para recapturá-los

Todas as unidades abrigam apenas presos em regime semiaberto, detento com a possibilidade de sair para trabalhar ou estudar durante o dia e retornar e que, por lei, tem direito a cinco saídas temporárias por ano.

O Grupo de Intervenção Rápida controlou a situação nos presídios de forma imediata.

A medida foi necessária, pois o benefício contemplaria mais de 34 mil sentenciados do regime semiaberto que, retornando ao cárcere, teriam elevado potencial para instalar e propagar o novo coronavírus em uma população vulnerável, gerando riscos à saúde de servidores e de custodiados.

  • Números atualizados
  • Mongaguá: 221 recapturados | 563 evadidos FORAGIDOS = 342
    Tremembé: 120 recapturados | 218 evadidos FORAGIDOS = 098
    Porto Feliz: 379 recapturados | 594 evadidos FORAGIDOS = 215
  • Total:
  • 1.375 fugitivos
  • 720 recapturados
  • 655 foragidos
  • Não houve evadidos em Mirandópolis

DENÚNCIAS

“A população também pode ajudar a polícia fazendo uma denúncia”, disse a deputada estadual Leticia Aguiar (PSL/SP) que apresentou um projeto de lei que prevê a divulgação de um cadastro de pessoas condenadas, criminalmente, que se encontrem foragidas ou com mandado de prisão expedido e não cumprido. Só em 2018, o estado de São Paulo tinha 137 mil mandados de prisão a cumprir, 78% deles de acusados por crimes.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui