Doria antecipa para sexta a reclassificação do Plano SP com regressão de regiões

Marcada para 5 de fevereiro, nova reclassificação será feita no dia 15 de janeiro com base em estudos feitos pelo Centro de Contingência

0
107
Academias e salões cirurgias

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (13) a antecipação da próxima reclassificação do Plano São Paulo. Marcado para 5 de fevereiro, a nova reclassificação foi adiantada para esta sexta-feira (15).

Doria disse que a medida atende ao Centro de Contingência Covid-19, grupo formado por 20 profissionais da área da saúde com caráter consultivo para as medidas do Plano São Paulo.

“Nesta sexta-feira, o governo de São Paulo anuncia nova reclassificação do Plano São Paulo, tomando como base estudos feitos pelo Centro de Contingência do Covid-19, que seguimos religiosamente desde 26 de fevereiro, quando tivemos o primeiro caso confirmado de pessoa que testou positivo para Covi-19”, disse o governador em coletiva no Palácio dos Bandeirante.

O Departamento Regional de Saúde de Taubaté, por exemplo, do qual a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba) faz parte, foi mantido na fase amarela na reclassificação do dia 8 de janeiro. No total, 13 regiões do Estado estão nessa fase, que corresponde a 90% da população, e quatro estão na fase laranja.

Havia uma expectativa que a região recuasse para uma fase mais restritiva na semana passada, que não se concretizou. Na ocasião, o Centro de Contingência anunciou mudanças nos critérios para classificação de fases com o objetivo de se antecipar à disparada do contágio.

Foi incluído, por exemplo, o critério de novos casos, que até então não era considerado para avanço ou recuo de fase. Para passar para fase laranja, as UTIs de uma região devem alcançar 70% de ocupação. Outros critérios para reclassificação são novos óbitos e novas internações por 100 mil habitantes.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui