Governo de SP inicia campanha e anuncia aporte para fomentar vacinação no estado

Nesta terça (7), Tarcísio de Freitas lançou ação "Vacina 100 Dúvidas"; ato também contou com inauguração do Museu da Vacina

0
40
Vacinação

O governador Tarcísio de Freitas participou nesta terça-feira (7) do lançamento da campanha de vacinação “Vacina 100 Dúvidas” em São Paulo. Durante o ato, no Instituto Butantan, ele anunciou o repasse de R$ 46,6 milhões para os 645 municípios paulistas para auxiliar no esforço de imunização da população. Isso representa R$ 1 por cada habitante do Estado.

“A cobertura vacinal já foi superior a 90% e caiu nos últimos anos. Vamos usar todos os canais, a logística, o esforço e o apoio financeiro para fazer com que essa cobertura vacinal aumente, que a campanha de vacinação seja um grande sucesso e para que alcancemos os efeitos desejados da vacinação”, destacou Tarcísio de Freitas.

A prioridade é alcançar altos níveis de cobertura vacinal, sobretudo das doses que compõem o calendário básico. Entre elas estão os imunizantes contra poliomielite, meningite meningocócica conjugada, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), febre amarela, pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b), hepatite b e doenças invasivas causadas pelo hemófilo b, varicela, HPV, BCG (tuberculose) e Covid-19.

O Governo de SP tem como foco a vacinação de todas as crianças no Estado, principalmente aquelas de até 1 ano de idade. Também haverá medidas de incentivo e esclarecimento da população sobre a eficácia e segurança das vacinas, além dos riscos de adoecimento e morte das pessoas não vacinadas.

“O importante é atuarmos na prevenção, chegarmos antes da doença. Quando falamos disso, falamos de imunização. Vacina ainda é o maior instrumento em saúde pública para salvar vidas. Queremos voltar a ter o Estado de São Paulo liderando o ranking de cobertura vacinal e sendo orgulho para todos nós”, disse o secretário da Saúde, Eleuses Paiva.

Status da cobertura vacinal no Estado de São Paulo:*

• BCG: 79,3%;
• Meningo C: 75,5%;
• Pentavalente: 74%;
• Poliomielite: 74,4%;
• HPV: Para meninas, 78,1% para primeira dose e 59,6% para segunda dose; em meninos 58,4% para primeira dose e 39,2% para segunda dose;
• Febre Amarela: 64%;
• Varicela: 76,1%;
• Tríplice Viral: 76,1% para primeira dose e 62,6% para segunda dose.

Conscientização

Como forma de reforçar a importância da vacinação infantil aos pais, o Governo de São Paulo lançou uma campanha multiplataformas chamada “Vacina 100 Dúvidas”. São anúncios em portais noticiosos, mídia exterior, redes sociais e em emissoras de rádio durante todo o mês de março.

O Governo de SP também lançou o site, https://www.vacina100duvidas.sp.gov.br/, que reúne as 100 dúvidas mais frequentes sobre as vacinas nos buscadores da internet. Um espaço com informações claras para desmistificar fake news com relação a imunização, garantindo assim a proteção de toda a população.

“É uma campanha de erradicação de fake news, para que todos tenham confiança na vacina e saibam que é um instrumento poderoso para mitigação de riscos e para a promoção da saúde. Convido todos a conhecer o nosso site”, reforçou o governador Tarcísio de Freitas.

Museu da Vacina

Ainda nesta terça-feira, foi inaugurado o Museu da Vacina, o primeiro do tipo na América Latina. Localizado no Parque da Ciência do Butantan, o local conta com mais de 550m² e oferecerá diversas atividades imersivas por meio da apresentação de fatos, explicação de conceitos e curiosidades sobre o universo das vacinas.

“O Instituto Butantan trabalha com educação, ensino e difusão do conhecimento desde a sua fundação. É nosso quinto museu. É resultado de vários anos que a instituição tem se dedicado à construção do conhecimento e difusão da ciência”, afirmou o diretor do Instituto Butantan, Esper Kallas.

A implantação do Museu da Vacina contou com investimento de mais de R$ 13 milhões nas obras e na produção da exposição. Os recursos são oriundos do Instituto Butantan e de uma empresa parceira no desenvolvimento de imunizantes.

Na visita ao Museu, o público poderá visualizar as etapas da realização de uma pesquisa científica de uma vacina, conhecer as plataformas tecnológicas vacinais, o funcionamento do sistema imune e de memória imunológica do corpo humano, a reação do organismo vacinado, entre outras atividades interativas.

serviço

Museu da Vacina
Endereço: Avenida Vital Brasil, 1.500 – Butantã – São Paulo/SP
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 16h45
Ingressos: R$6 adultos; R$2,50 estudantes; crianças até 7 anos, idosos e alunos de escolas públicas em grupo agendado e pessoas com deficiência não pagam
*Importante: um único bilhete de entrada dá direito a visitar todos os museus
Telefone: (11) 2627-9536
Classificação: livre

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui