Leticia Aguiar volta a Jaboticabal e oficializa verba para a Associação de Pais e Amigos dos Surdos

APÁS é uma associação beneficente com atuação nas áreas de saúde, educação e assistência social

0
694
Leticia Aguiar (ao centro) oficializa verbas para APÁS (à esquerda) Miucha Carregari,, (à direita) o Presidente da APÁS, Tadeu Oliveira

Em marco de 2019 a deputada estadual Leticia Aguiar esteve na cidade de Jaboticabal recebendo demandas da área da saúde do município.

De volta a região, agora em 2020, a parlamentar teve a oportunidade de visitar a Associação de Pais e Amigos dos Surdos (APÁS), acompanhada de sua equipe e de Flavio Cintra coordenador do Direita Jaboticabal, e do Henrique Facco, representando o Marcos Bolsonaro.

APÁS é uma associação civil beneficente sem fins lucrativos com atuação nas áreas de saúde, educação e assistência social. Atualmente atende aproximadamente 120 surdos de Jaboticabal, Guariba, Taquaritinga, Monte Alto, Pradópolis, Barrinha, Pitangueiras e Guatapará.

Neste encontro na sede da entidade, a deputada Leticia Aguiar (PSL) foi recebida por Miucha Carregari, psicóloga e Tadeu Oliveira, presidente APÁS. Leticia Aguiar oficializou a entrega de uma emenda parlamentar no valor de R$ 50 mil (cinquenta mil reais) destinada a APÁS para compra de equipamentos.

“A APÁS faz um excelente trabalho apresentando aos surdos a Língua Brasileira de Sinais, aqui eles descobrem sua identidade surda e desenvolvem suas potencialidades. E é pela importância deste trabalho que apresentei o Projeto de Lei 591/19 – Torna obrigatório o ensino da Língua Brasileira de Sinais – Libras, na formação inicial e continuada para professores da rede estadual de ensino”, disse a deputada Leticia Aguiar.

Para Miucha Carregari, supervisora da entidade, somente com profissionais especializados dispostos a ajudá-los a exercer seus direitos de cidadãos, é que os membros da comunidade surda pode se preparar para o futuro: “Conseguimos fortalecê-los para enfrentarem os desafios que, possivelmente, encontrarão em seu meio social, levando-os a participarem da vida em sociedade”, explicou a psicóloga.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui