USP oferece mais de 4 mil vagas em cursos gratuitos para público com mais de 60 anos

Estão abertos cursos nas áreas de comunicação, direito, tecnologia e educação, além de atividades físicas e culturais complementares

0
64
USP mais de 60 anos

O programa USP 60+ completa 30 anos de sua criação e está com as inscrições abertas até 20 de fevereiro para o primeiro semestre de 2024. As inscrições devem ser feitas pelo site cultura.usp.br/usp60. Todas as atividades são gratuitas, e as pessoas interessadas não precisam ter vínculo com a universidade: o único requisito para a matrícula é ter 60 anos de idade ou mais.

A iniciativa é da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) e está em sua 57ª edição. O programa é realizado na capital e nos campi do interior e disponibiliza mais de 4 mil vagas divididas entre disciplinas regulares, oferecidas nos cursos de graduação da USP, e atividades complementares, que englobam cursos, palestras, excursões, práticas esportivas e didático-culturais.

Criado pela professora Ecléa Bosi em 1994, o programa conta com mais de 200 atividades em diversas áreas do conhecimento. Produção audiovisual; cultura e educação afro-brasileira e indígena; redação publicitária; direito tributário; introdução à programação de computadores; psicologia social; fisiologia da atividade motora; e política fiscal. Esses são alguns exemplos das disciplinas regulares ministradas nos diversos campi da USP, além dos cursos de extensão, como análise de balanços, farmacologia clínica, cursos de línguas e montagem de plantas para herbário.

Convite à dança

Também estão previstas atividades físicas para idosos como dança sênior, lian gong (sistema de práticas corporais chinesa) e dança de salão, bem como ações culturais com especialistas de diversas áreas, como oficina de teatro, coral, trilha ecológica e visitas guiadas ao Museu de Zoologia e ao Parque Ciência e Tecnologia da USP. Para algumas dessas atividades complementares as inscrições são realizadas ao longo do semestre.

O médico Egidio Lima Dórea, doutor em nefrologia pela USP, é o coordenador do programa USP 60+. Para ele, um dos fatores relevantes para envelhecer bem é o encontro de gerações. “Nós inovamos quando acrescentamos a intergeracionalidade, essa troca de experiências dentro de sala de aula com os alunos da graduação”, afirma.

“A ideia do programa USP 60+ é fornecer à população acima de 60 anos oportunidades para o aprendizado ao longo do curso de vida. Sabemos que esta é uma das características principais para você ter um envelhecimento saudável”, explica o médico.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui