Colégio Militar SP abre processo seletivo para Ensino Fundamental

São 20 vagas destinadas para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental

0
753
Militar Seletivo Ensino
Deputada Leticia Aguiar visita Colégio Militar em São Paulo

Colégio Militar de São Paulo (CMSP) abre processo seletivo para 20 vagas no 6º ano do Ensino Fundamental. O candidato passará por avaliação Intelectual (EI), com questões de língua portuguesa, matemática e produção textual (redação), de caráter eliminatório e classificatório.

O Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB) , instituição de ensino administrada pelo Exército Brasileiro, dá prioridade para matricular filhos de militares das Forças Armadas. O SCMB não tem nenhuma relação com o projeto de Escolas Cívico-Militares (PECIM) que o Ministério da Educação (MEC) lançou este ano e que prevê convênios com escolas estaduais já existentes.

Para concorrer à vaga é necessário que o candidato tenha menos de 13 anos em primeiro de janeiro do ano da matrícula, e completar 10 anos até 31 de dezembro do mesmo ano. As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de outubro de 2020 de forma online.

Leia mais: Veja como matricular seu filho em um Colégio Militar

Colégio Público Militar do Estado

A Deputada Leticia Aguiar é uma grande admiradora e apoiadora dos colégios militares. “Acredito que este modelo de escola tem muito a contribuir para a educação do país, por isso, apresentei o projeto de lei 295/19 na Alesp, para criação de colégios cívico-militares no estado de São Paulo”, disse.

O projeto recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa de São Paulo. Antes de chegar ao plenário para votação final, a propositura será analisada ainda pelas Comissões Permanentes de: Educação e Cultura; e Finanças, Orçamento e Planejamento.

Para Leticia Aguiar a aprovação na Comissão abre caminho para que o projeto siga tramitando na Alesp. “Avançamos mais um passo para melhorar a educação no Estado de São Paulo. Vamos seguir acompanhando a tramitação do projeto e trabalhando para que vire lei o quanto antes”, disse.


COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui