Dep. Leticia Aguiar pede que Guardas Municipais também tenham vacinação antecipada

Governo de SP antecipou vacinação da gripe para forças policiais, deixando as Guardas Municipais a cargo das Prefeituras.

0
560
Guardas Municipais

O Governo de São Paulo anunciou em 25 de março a antecipação da vacinação de Influenza (gripe), a partir desta segunda-feira (30), para policiais militares, civis e profissionais do Corpo de Bombeiros, deixando de fora as Guardas Municipais. A vacinação deste público estava prevista para começar no dia 16 de abril, mas foi adiantada dentro das estratégias de combate ao coronavírus (COVID-19) em São Paulo.

A deputada estadual Leticia Aguiar, fez uma Indicação ao Governo de São Paulo, para que oriente as secretarias municipais de saúde a promoverem a mesma antecipação da campanha de vacinação contra gripe aos Guardas Municipais e Metropolitanos.

“A medida do Governador atendeu policiais militares, civis e profissionais do Corpo de Bombeiros, mas deixou de lado as Polícias Municipais, que fazem um trabalho importantíssimo nos municípios apoiando as atividades de prevenção ao coronavírus e estão expostos a gripe comum”, disse a parlamentar.

A distribuição das doses da vacina contra a influenza (gripe comum) é feita pelo ministério da Saúde para a Secretaria de Estado da Saúde que repassa as doses para a Prefeituras Municipais.

Indicação enviada ao Governo de São Paulo

“Há um calendário de vacinação que precisa ser seguido, minha indicação pede que a Secretaria de Estado da Saúde, autorize e oriente as Secretarias de Saúde dos Municípios para que, a exemplo do estado, antecipem a vacinação para as forças policiais, e assim possam realizar a vacinação de suas Guardas Civis Municipais e Metropolitanas em suas cidades” , disse Leticia Aguiar.

A vacina contra a gripe não imuniza contra o novo coronavírus, mas a campanha é fundamental para reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios nos próximos meses.

“A antecipação para as forças policiais é fundamental, pois eles estão na linha de frente da pandemia, junto com os profissionais de saúde. Nossa expectativa é imunizar cerca de 100 mil policiais em todo o Estado”, explicou o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

“Seguindo a linha de atuação da Secretaria de Estado da Saúde, o mais sensato é que as Polícias Municipais não sejam esquecidas, por isso minha indicação e meu apelo aos Prefeitos Municipais para que antecipem a vacinação para nossas forças azul marinho”

Deputada Estadual Leticia Aguiar

Nesta primeira etapa da campanha, também serão imunizados idosos com mais de 60 anos de idade e profissionais de saúde, totalizando 6,1 milhões de pessoas nessa etapa. A partir do dia 16 de abril, serão vacinados os professores e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras.

No dia 9 de maio, começa a terceira etapa dirigida a gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto), crianças a partir de seis meses e menores de seis anos, povos indígenas e demais grupos prioritários, inclusive dois novos públicos inseridos a partir deste ano: os adultos de 55 a 59 anos e as pessoas com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla). Na data de início dessa última etapa, também está previsto o “Dia D” de Mobilização Nacional, quando os postos deverão funcionar no sábado, das 8h às 17h.

A antecipação da campanha de vacinação é fruto de uma grande operação do ministério da Saúde em conjunto com o Instituto Butantan, que acelerou a produção das 75 milhões de doses da vacina que serão fornecidas para a campanha nacional – a maior da história no Brasil, com ampliação de 13% em comparação ao quantitativo do ano passado.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui