Cruz Vermelha e escoteiros pedem voluntários para combate à covid-19

Interessados participarão de atividades de saúde, higiene e campanhas

0
129
Voluntários Cruz Vermelha
Entrega de doações de produtos de proteção individual, higiene e limpeza ao Alojamento de Trânsito de Manaus (AM) e ao Hospital de Campanha da Área de Proteção e Cuidados (APC)

A Cruz Vermelha Brasileira e os Escoteiros do Brasil estão precisando de voluntários para ações de combate à pandemia do novo coronavírus. Os interessados participarão de atividades de saúde e promoção de higiene, apoio psicossocial, campanhas de comunicação, triagem e destinação de doações.

Os voluntários são necessários nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraná, Amapá, Sergipe e Minas Gerais. “Estamos vivendo um momento bem atípico na história recente da humanidade. Um momento único em que ficou escancarada a nossa necessidade de cooperação, espírito de unidade e compaixão. E o Movimento Escoteiro traz tudo isso em sua essência”, diz o presidente dos Escoteiros do Brasil, Rafael Macedo.

Para ser voluntário é preciso ter mais de 18 anos, estar fora do grupo de risco (acima de 60 anos, ter diabetes, hipertensão ou doenças respiratórias crônicas) e ter a carteira de vacinação atualizada.

A inscrição deve ser feita em formulário na internet. Clique aqui.

Escolas Estaduais de São Paulo poderão estimular o voluntariado e a responsabilidade social

Voluntariado e Responsabilidade Social são conceitos importantes que precisam ser desenvolvidos na sociedade.  Os resultados alcançados nas redes de Ensino dos Estados Unidos, por exemplo, em que os estudantes norte-americanos são incentivados de forma mais incisiva ao envolvimento nas causas sociais, vemos que, 60% (sessenta por cento) da comunidade estudantil estadunidense adere aos programas de voluntariado.

Pensando nessa situação, a deputada Leticia Aguiar (PSL/SP) apresentou um projeto de lei que institui, a política pública “Escola Cidadã”, de Responsabilidade Social e Voluntariado no Estado de São Paulo. PROJETO DE LEI Nº 851, DE 2019 já foi publicado no Diário Oficial e aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da ALESP.

No Brasil, apenas 10% (dez por cento) dos estudantes se envolve neste tipo de ação, para a deputada Leticia Aguiar é muito importante envolver os jovens desde a escola para que se tornem voluntários e busquem participar mais: “por meio deste projeto de lei, pretendo que seja implementada uma política pública de fomento junto aos nossos estudantes, devidamente matriculados na rede estadual de Ensino” disse.

Pelo projeto fica instituída na rede pública de ensino do Estado de São Paulo a política pública de apoio e fomento ao voluntariado e às ações de Responsabilidade Social.  O projeto consiste na realização de ações que visem o engajamento dos estudantes paulistas em ações que contribuam para diminuir a disparidade social e o engrandecimento dos laços de cooperação na comunidade.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui