Novas instalações de siderúrgica no Vale do Paraíba levam mais investimentos à região

Governador acompanhou inauguração de modernização de usina da Gerdau em Pindamonhangaba; empresa investe R$ 700 milhões em novo equipamento

0
234
Gerdau Pindamonhangaba siderúrgica

O Governo de São Paulo e a Gerdau inauguraram oficialmente nesta terça-feira (13) as novas instalações da usina siderúrgica da empresa em Pindamonhangaba.

Líder do mercado de aços especiais e maior produtora brasileira de aço, a Gerdau investiu R$ 700 milhões em um novo equipamento que deve gerar impactos no futuro da indústria automotiva, especialmente com o aumento da matriz local de veículos híbridos e elétricos. A planta da siderúrgica no Vale do Paraíba emprega mais de 2 mil dos cerca de 6 mil colaboradores da Gerdau em São Paulo.

“Não é todo dia que você vem a uma empresa que tem 122 anos de história e está presente em nove países, com 32 plantas e 36 mil colaboradores”, declarou o governador Tarcísio de Freitas, que participou do evento ao lado do CEO da Gerdau, Gustavo Werneck, e de Guilherme Gerdau, presidente do conselho de administração da companhia.

“Celebrar investimentos é celebrar empregos. O caminho para o enfrentamento da pobreza é o emprego. Você só vai acabar com a pobreza no dia em que gerar oportunidades, e gerar oportunidades é fazer investimentos e trazer empregos”, acrescentou.

A cerimônia também teve a participação do secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lima, e do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jorge Lima, entre outras autoridades regionais, executivos da companhia e representantes da sociedade civil.

De acordo com a Gerdau, a modernização da usina de Pindamonhangaba integra o ciclo de crescimento sustentável estabelecido pela companhia até 2025. O lingotamento contínuo de blocos e tarugos oferece ganho de qualidade e viabiliza a oferta do chamado aço clean steel, que é mais limpo e resistente para a produção de itens de alta durabilidade. A capacidade de processamento na planta é de 650 mil toneladas por ano.

“Esse investimento reafirma o nosso compromisso com o desenvolvimento socioeconômico do estado de São Paulo, baseado em pilares estratégicos como a inovação e a sustentabilidade”, disse o CEO da Gerdau.

Matriz renovável

A usina de Pindamonhangaba produz aços especiais com uma matriz 100% renovável, tendo a sucata ferrosa como matéria-prima. Segundo a Gerdau, a iniciativa torna o aço produzido no Vale do Paraíba um item com pegada de carbono abaixo da média mundial do setor.

De acordo com a companhia, a modernização também contribui para o aumento da eficiência energética das operações em Pindamonhangaba, usina que é referência em produção de aço de baixo carbono no Brasil.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui