Anunciada OS que vai administrar o Hospital Regional de Caraguatatuba

Segundo o governo estadual, o Hospital Regional de Caraguatatuba será inaugurado até março de 2020

0
2253

O Hospital Regional de Caraguatatuba deverá iniciar seus atendimentos, segundo o governo estadual até março de 2020 . O hospital está concluído, mas ainda não foi finalizado o processo de contratação da  OS (Organização Social) que irá administrar o estabelecimento.

De acordo com informações repassadas à reportagem do Portal Tamoios News, a Secretaria de Estado da Saúde, informou que o atraso na contratação da OS deve-se aos “entraves burocráticos”. A empresa ISG – Instituto Sócrates Guanaes, foi a vencedora da concorrência aberta pelo Estado, a instituição já administra, entre outras unidades hospitalares, o Hospital Regional e o AME de São José dos Campos. O resultado foi divulgado na última sexta(14).

Mesmo que a contratação da OS seja finalizada nos próximos dias, dificilmente, poderiam ser feitas as contratações necessárias para o funcionamento do hospital ainda neste mês de dezembro. Cerca de 1.500 pessoas deverão ser contratadas para trabalhar no hospital e o processo seletivo deverá ter início em janeiro.

Obras

As obras do HR foram iniciadas em 2016 com a previsão de conclusão em junho de 2018, o que não ocorreu. O Estado adiou a conclusão para junho de 2019, depois para outubro de 2019 e, recentemente, para dezembro deste ano.

O coordenador do projeto Saúde em Ação no governo do Estado, Ricardo Tardelli, em visita a unidade recentemente, explicou que os atrasos foram provocados por vários fatores, entre eles, a necessidade de mudar o aterramento do hospital por causa das obras da Tamoios e finalização da rede elétrica do estabelecimento.

O HR tem cerca de 7 mil m² de área construída e possui seis pavimentos. O Estado investiu R$ 188 milhões, verba destinada pelo BID(Banco Interamericano de Desenvolvimento, na construção do hospital, que será referência no atendimento de casos de média e alta complexidade no Litoral Norte.

A unidade tem nove salas de cirurgia e 220 leitos – 186 leitos operacionais distribuídos em 48 de clínica médica, 48 de clínica cirúrgica, 25 de ortopedia e traumatologia, 25 de neurocirurgia e 40 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de 16 leitos de Day Clinic e 20 leitos de Pronto-Socorro.

Hospital está pronto, faltam apenas os funcionários

O prédio está prontinho e inclusive, já conta com muitos equipamentos. Falta apenas a concretização da contratação da OS que irá administrá-lo e a contratação dos funcionários.

Contratação

Em relação à contratação de mão de obra, Tardelli explicou que o modelo de contrato para a escolha da OS transfere a ela o recrutamento, que, no geral é feita por processo seletivo.

Segundo ele, cerca de 1.500 pessoas devem ser para as áreas administrativa – apoio, limpeza, vigilância e alimentação – e assistencial – enfermagem e médicos.

“Importante destacar que o período de início é gradual. Essa ativação de muitas vagas vai de 6 a 12 meses para atingir a plenitude de contratação, com recrutamentos e treinamentos para os colaboradores se familiarizarem com novo serviço”.

Segundo informou Tardelli, em relação à possibilidade de contratação pelo Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Caraguatatuba, o coordenador do programa observa que cada contratação tem um formato de processo seletivo até para dar publicidade e criar alguns mecanismos de seleção, como já foi aplicado em outros Hospitais Regionais e Ambulatórios Médicos de Especialidades (AME).

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui