terça-feira, maio 28, 2024
HomeNotíciasÁguia da PM socorre paciente com doença rara e transporta alimentos e...

Águia da PM socorre paciente com doença rara e transporta alimentos e água no RS

Foi o 5º dia que as equipes de São Paulo estão no sul do país em apoio às ações humanitárias de salvamento

A Polícia Militar de São Paulo entrou no quinto dia de salvamento e apoio às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Desde quarta-feira (1º), já foram resgatadas 961 pessoas e 32 animais na ação conjunta dos Bombeiros e policiais do Comando de Aviação paulista.

No início da tarde de hoje, o Águia 33 foi acionado para realizar a remoção de um paciente com síndrome metabólica rara para um hospital em Porto Alegre. Ele estava em Camaquã, cidade a mais de 130 quilômetros da capital gaúcha. A utilização de UTI aeromédica foi fundamental para dar continuidade ao tratamento do paciente.

No domingo (5), o Águia 33 ajudou na evacuação de uma idosa que precisava ser transferida para a UTI de outra unidade, o apoio da equipe aérea foi essencial para a chegada estável da paciente, que apresentava ferimentos graves.

O Águia 33, de modelo Airbus H135, é utilizado em serviços de transporte aeromédico e tem capacidade para transportar até sete pessoas. Ela é adequada para voar em locais em condições meteorológicas desfavoráveis, com muitas nuvens e chuvas, já que possui instrumento com piloto automático.

A aeronave está no sul do país juntamente com o Águia 12 e 24. As duas aeronaves realizaram hoje o transporte de quase meia tonelada de alimentos e 720 litros de água para as regiões mais afetadas pelas enchentes.

Resgate de criança de 4 meses
Na segunda-feira, uma criança de quatro meses com quadro de cardiopatia grave conseguiu realizar o tratamento em um hospital especializado depois de ser transportada pelo helicóptero Águia 33. A ação contou com o apoio de uma aeronave da Força Aérea Brasileira e uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, que ajudaram no transporte da paciente na cidade de Santa Maria até o Instituto de Cardiologia, na capital do estado.

“Todos os salvamentos aqui são muito emotivos. Ninguém está aqui por dinheiro. É muito gratificante poder ajudar as pessoas dessa forma”, disse a capitão Fabiana Ajjar, médica do Comando de Aviação da PM.

Desde a chegada do Águia 33, Fabiana já participou de sete remoções aeromédicas de pacientes. O helicóptero da PM funciona como uma “UTI aérea”, já que possui vários equipamentos hospitalares e até itens para realização de intervenções cirúrgicas.

No total, foram enviadas três aeronaves, mais de 50 policiais de São Paulo e dois cães farejadores para prestar apoio humanitário ao estado gaúcho. Além disso, há oito viaturas e sete embarcações auxiliando nos resgates.

Defesa Civil

A Defesa Civil de São Paulo enviou cinco equipes, somando 16 militares e um geólogo. Eles estão apoiando com a montagem de um centro logístico humanitário na cidade de Estrela, vistorias em pontos e estruturas que foram atingidas pelas cheias dos rios, além de poiarem com todos os trâmites legais necessários para decretação de estado de calamidade pública, já que o grupo possui especialistas neste quesito.

Somado a isso, estão montando um gabinete de crise nacional com todas as Defesas Civis do Brasil, que será chefiado pela Defesa Civil de São Paulo, por meio do seu coordenador, coronel Henguel Ricardo Pereira.

Fundo Social

O Fundo Social de São Paulo (FUSSP) e a Defesa Civil do Estado iniciaram neste domingo (5) uma campanha humanitária em prol das vítimas das recentes chuvas no Estado do Rio Grande do Sul. A ação do Governo de SP tem como objetivo arrecadar água potável, itens de higiene e limpeza para fornecer assistência às comunidades afetadas.

As doações devem ser entregues no depósito do Fundo Social, localizado na Avenida Marechal Mário Guedes, 301, no bairro do Jaguaré na Capital. Durante a semana, as doações poderão ser entregues das 8h às 17h no mesmo local. O transporte dos insumos para o Rio Grande do Sul será feito pelas companhias aéreas Gol e Azul que se voluntariaram para enviar as doações por meio aéreo, devido os diversos bloqueios nas estradas.

Em preparação para o início da campanha, os funcionários do FUSSP dedicarão o sábado para organizar o local de recebimento das doações, garantindo uma logística eficiente e ágil para o processo de coleta.

ARTIGOS RELACIONADOS

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui

- Advertisment -

Mais lidos

Comentários recentes

José Gregório das neves on Lançamento da medalha Patamo
Edicarlos Lopes dos Santos on