Pacientes com suspeita de coronavírus recebem alta em São José dos Campos

0
204
Confirmados

As duas pessoas que estavam internadas com suspeitas de coronavírus em São José dos Campos, uma mulher de 51 anos e um homem de 37 anos, tiveram alta após recomendação médica nesta quinta e sexta-feira respectivamente.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, as amostras biológicas dos dois pacientes foram colhidas pelos hospitais e enviadas para análise no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. A previsão é que os resultados sejam divulgados em 15 dias.

Segundo o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS), pacientes que apresentam quadro clínico estável, sem gravidade, não devem ficar internados. A recomendação é que eles sejam monitorados e fiquem em isolamento social até o desaparecimento dos sintomas. Isso implica em não sair de casa e evitar contatos com familiares e amigos.

A Vigilância Epidemiológica informou que os hospitais têm autonomia para dar alta médica aos pacientes e que orienta que, caso o paciente apresente melhora e evolução considerada satisfatória pelo médico, que pode ser liberado com recomendações de manter cuidado ou tratamento em casa.

São José dos Campos não tem nenhum outro caso suspeito da doença. No Brasil, são nove casos suspeitos e nenhum confirmado. O número de mortos pela doença na China passa de 200.

Primeiro caso suspeito

O primeiro caso suspeito de pessoa com coronavírus na cidade foi o da mulher de 51 anos, que informou que seu marido havia retornado de uma viagem à China no final de dezembro.

Ela começou a apresentar sintomas como febre, tosse, coriza, cefaleia (dor de cabeça) e fraqueza no último domingo (26), quando deu entrada no hospital da Unimed. A paciente foi tratada com Tamiflu, que é o medicamento usado no tratamento da gripe Influenza (H1N1) e apresentou quadro estável, por isso recebeu alta nesta quinta-feira (30).

Segundo caso suspeito

Já o segundo caso suspeito de pessoa com coronavirus em São José dos Campos foi o de um homem de 37 anos, que estava internado no hospital ViValle.

Ele esteve na China entre os dias 8 e 24 de janeiro e procurou atendimento médico na rede particular ao ter sintomas como tosse, coriza e fraqueza. De acordo com o Hospital Vivalle, o paciente foi mantido em isolamento, passa bem e teve alta na manhã desta sexta (31).

Veja também

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui