Polícia Federal deflagra operação para investigar fraudes em Guarujá

Policiais agem em São Paulo e em mais sete cidades

0
234
Polícia Federal Fraudes
Florianópolis/SC - A Polícia Federal, juntamente com o Ministério Público Federal, deflagrou nesta quinta-feira (14/10) a 3ª fase da Operação Alcatraz, intitulada Operação Obstrução, visando à repressão de organização criminosa envolvida na prática de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A Polícia Federal (PF) cumpriu hoje (29) 55 mandados de busca e apreensão nos municípios de Guarujá, Santos, São Vicente, São Bernardo do Campo, Carapicuíba, Campos do Jordão, São Paulo e Brazópolis (MG), para aprofundar investigações que apuram fraudes nas contratações das áreas da saúde e da educação, realizadas pela Prefeitura de Guarujá, na Baixada Santista.

A ação integra a segunda fase da Operação Nacar e foi feita em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU). “A investigação tem como objetivo o combate de possíveis crimes de corrupção, desvios de recursos públicos e outros crimes correlatos, envolvendo verbas federais”, disse a PF.

Segundo as informações, entre as medidas determinadas pela Justiça Federal figuram o bloqueio de mais de R$ 110 milhões de bens e valores de envolvidos, além do afastamento de ocupantes de cargos comissionados e eletivos de suas funções.

Os investigados podem responder pelos crimes de peculato, corrupção ativa e passiva, fraude em licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro. As penas, se somadas, podem variar de 12 a 46 anos.

COMENTÁRIOS:

Por favor coloque seu comentário!
Por favor entre seu nome aqui